quarta-feira, 31 de maio de 2017

Governador culpa falta de organização de prefeitos pela não construção ainda de Policlínica em Jacobina

Por Gervásio Lima - No início da tarde desta quarta-feira, 31, o radialista João Batista Ferreira, da Rádio Jaraguar AM/FM, de Jacobina, questionou ao governador da Bahia, Rui Costa, o porque de “apesar da alta demanda na área da Saúde, com pacientes tendo que realizar exames e serem atendidos em Feira de Santana e Salvador, a cidade de Jacobina é uma das poucas sedes regionais que ainda não foi beneficiada com o projeto de implantação das Policlínicas.

Ao responder a pergunta do âncora dos programas jornalísticos ‘Levante a Voz’ e ‘Jornal do Meio Dia’, o governador culpou a falta de organização dos prefeitos dos municípios que compõem o Território Piemonte da Diamantina (Jacobina, Miguel Calmon, Ourolândia, Umburanas, Mirangaba, Caém, Saúde e Serrolândia), pela não construção, ou o anúncio ainda da obra.

Segundo Rui Costa, no início do seu governo, em 2015, lançou um desafio para os então prefeitos de todos os municípios da Bahia, o de se organizarem em regime de consórcio público de saúde (união entre as cidades de uma mesma região), para facilitar a chegada de benefícios na área, inclusive de policlínicas, pois a intenção seria de contemplar os 27 territórios de identidade do Estado.”Lancei um desafio em 2015. Disse que as primeiras regiões a organizar o consórcio de Saúde seriam as primeiras contempladas e muitos não acreditaram, uma delas foi a região de Jacobina que até o momento não possui o consórcio”, disse o governador, afirmando que sua promessa está sendo cumprida, tanto é que as quatro primeiras regiões que se organizaram (Irecê, Guanambi, Jequié e Teixeira de Freitas), já estão prestes a inaugurar suas policlínicas.

Para deixar os jacobinenses mais atônitos do que estavam antes da entrevista, o governador parabenizou os prefeitos que aceitaram o desafio e anunciou o início das obras do importante equipamento de saúde nas cidades de Valença, Santo Antonio de Jesus, Feira de Santana, Alagoinhas, Simões Filho e Paulo Afonso; sendo esta última precisando apenas formalizar a aquisição do terreno.

Mandando um recado para os prefeitos da região de Jacobina, Rui Costa avisou: “na medida que consigamos os recursos, iremos contemplar por ordem de organização dos municípios. As regiões que andarem primeiro serão as primeiras atendias”. Segundo ele, a gestão (custeio e manutenção) das policlínicas depois de prontas será dos consórcios de saúde. “Não poderemos construir um prédios sem saber quem vai gerir”, salientou.

0 comentários:

Postar um comentário

O COMENTÁRIO ANONIMO NÃO SERÁ LIBERADO, AGRADECEMOS A COLABORAÇÃO.